16 de abril de 2010

"Pois na minha mão, vai a tua mão conquistando alegrias indomáveis..."           (Pablo Neruda)